Touché - Primeira aula

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Touché - Primeira aula

Mensagem por Lily V. Schüler Voss em Qui Mar 26, 2015 5:16 pm



Then I'll move on

Tear drops in your hazel eyes, I can't believe I made you cry... It feels so long since we went wrong, but you're still on my mind, never meant to break your heart...Sometimes things just fall apart! So here's one night to make it right before we say goodbye!
Remy! Acorda! —  Uma voz já conhecida soava pelo meu quarto me fazendo resmungar e virar para a parede em uma intenção de que a pessoa me deixasse dormir em paz. — Remy! Não me faça te tirar da cama a força! — A voz tomou conta do ambiente mais uma vez me fazendo pegar o travesseiro e tampar o rosto. — Evelyn só mais cinco minutos! — implorei com uma voz manhosa e mimada. — Não temos cinco minutos! Tenho que começar a te arrumar agora ou você chegará atrasada na sua primeira aula! —  Ao ouvir o que ela disse, retirei o travesseiro do rosto abrindo os olhos lentamente. Abri a boca para que pudesse protestar mas sabia que não adiantaria. Grunhi revirando os olhos e me levantando.

Caminhei para o banheiro com passos preguiçosos já com o frio na barriga. Nunca havia dado aula na minha vida e nunca havia imaginado que daria. Me martirizava sem parar me perguntando o porque raios eu teria concordado com a diretora Natasha para dar aula para pré adolescentes com a cara cheia de espinhas, TPM, ejaculação precoce e tudo mais... E realmente, eu ter aceitado fora um ato de loucura temporária. Após escovar os dentes e tomar um banho quentinho coloquei meu hobby de seda preto e voltei para o quarto me deparando com Evelyn tirando todas as minhas roupas do guarda-roupas tentando achar alguma em especial. Ri baixinho me sentando na cama de pernas cruzadas esperando ela decidir o que eu iria vestir.

Vinte minutos depois, eu já estava vestida com a roupa que a garota escolhera, fazendo a minha maquiagem de sempre enquanto ouvia a jovem reclamar sobre Natasha estar obrigando ela a trabalhar como professora no instituto por causa das detenções do ano que havia passado quando ela teve a brilhante ideia de ir acordar o professor de matemática. Gargalhei me levantando e assentindo. Eu e Evelyn andamos as pressas tentando segurar o riso enquanto discutíamos o plano, maldoso, de como acordaríamos o pobre professor. Evelyn abriu a porta devagar para que esta evitasse de ranger e por fim, entramos com passos leves engolindo as risadas. Já estávamos próximas a cama do matemático quando o vimos curtir um sono profundo. — Desse jeito até parece que ele nem é chato! — Sussurrei para ela que mordeu os lábios segurando o riso. Me deitei ao lado do professor com o dedo na boca indicando silêncio para Evelyn e logo ergui minha mão esquerda fechada e levantei dedo a dedo contando até três então a voz de Evelyn se uniu a minha em gritos agitados e fortes — Acorda porra, você vai chegar atrasado! — Começamos a rir enquanto o homem com raiva esfregava os olhos com a mão grunhindo raivosamente.

[...]

Primeiro dia de aula. Primeiro dia de tortura infinita. Não posso negar que estava super ansiosa... Mas ansiosa de uma forma ruim. Como uma pessoa misantropa e tímida, dar aula realmente parecia um inferno, mas para não ficar totalmente desmotivada me pendurava na questão de "respirar novos ares", conhecer novas pessoas, pois pelo menos uma ou outra teria que ser interessante no final de contas, novos futuros colegas de trabalho, e claro eu poderia ficar um pouco longe de Avery, Valkyria e Kalysto e deixa-las viverem sua própria vida sem muita interferência minha, já que eu tinha a velha mania de sufocar meus três amores.

Abri os portões da sala aonde eu lecionaria... Se é que eu poderia chamar de sala. Era um lugar aberto, ao dar os primeiros passos pude me deparar com o espaço coberto com espadas de esgrima penduradas na parede. Atrás havia escadas que levavam para a área da piscina e para as quadras de esportes. Suspirei e tomei o celular em minhas mãos. Aumentei a música o mais alto que pude e me sentei nas escadas.


You said what you said
When words are knives it's hard not to forget
But something in my head wouldn't reset
Can't give up on us yet


Os fones em meus ouvidos só me lembravam do quanto eu era apaixonada por música. E aquela, em especial, fazia qualquer um dos meus dias começarem bem, então cantar fora completamente inevitável.


Your love was so real
It pulled me in just like a magnetic field
I'd let you go but something's taking the wheel
Yeah it's taking the wheel


Quando a balada da música começou me levantei e tomei meu florete de estimação em mãos e sem parar de cantar comecei a manejar o mesmo no ar. Eu havia treinado como manejar espadas, floretes e sabres por mais de dez anos então, eu era no mínimo, boa de mais.


My mind says, "No, you're no good for me"
You're no good but my heart's made up on you
My body can't take what you give to me
What you give, got my heart made up on you
Wo-ooh, wo-ooh
Got my heart made up on you
I should be making a break
Up all night thinking I'm planning my escape
But this insomnia ain't going away
And now I'm back at your place
Oh, no


Quando dei por mim já haviam alguns alunos parados na porta. Arqueei uma das sobrancelhas fazendo um sinal com a mão livre para que entrasse sentindo minhas bochechas corarem. Os alunos foram se ajeitando, alguns se sentavam no chão acolchoado outros permaneciam de pé. Tirei os fones de ouvido e olhei para o relógio perebendo que já era hora de dar início a aula.
Bom dia, queridos alunos. —Falei com tom sarcástico nas palavras, fitando cada um ali.

Alguns perceberam meu sarcasmo ao ponto de não responderem mas os que não perceberam responderam em um grande coro. Suspirei.

—  Eu sou Remy Hadley, nova professora de esgrima e... provavelmente darei aulas de outros esportes no decorrer do ano. Primeiramente queria dar as boas vindas aos novatos, e pedir para que os alunos mais antigos escolha um novato para fazer dupla sim? Pois é uma turma muito grande e vocês vão ter que, além de aprenderem comigo, irão aprender uns com os outros! — Disse com um tom firme.

Podem se sentar no chão por favor! — Falei para os alunos que ainda permaneciam de pé. — Hoje não teremos aulas prática, apenas vou falar das regrinhas e comentar a respeito de esgrima. —  Ao ver os resto dos alunos se sentarem coloquei a ponta do florete no chão colocando as duas mãos apoiadas no pomo o pressionando para baixo. Alguns alunos começaram a comentar sobre a minha aparência e logo conversas paralelas eram altas o bastante para que, caso eu quisesse chamar atenção, precisaria alterar o tom de voz. Revirei os olhos e suspirei até que percebessem que eu estava esperando para falar, o que levou cerca de um minuto e meio.

Gostaria de saber o nome de vocês agora. — Falei virando o rosto para uma garota que estava na ponta a minha direita. — Vamos começar com você. Diga-me seu nome, sobrenome, sua idade e matéria preferida! —  Sorri ao ver que os alunos sorriram. A maioria estavam acostumados com professores que nem ao menos queriam conhece-los, que apenas queriam passar matéria e acabar logo com o ano letivo.

Após acabarem de se apresentar voltei a falar. — Bom, como eu já havia dito, vamos começar com as regras. Não são muitas, até porque seguir regras é chaaatooo! —  Enfatizei a palavra "chato" porque era realmente o que eu pensava. — Mas as que eu vou falar são muito necessárias para que as aulas sejam agradáveis! —  Suspirei.

Primeira regra: Ninguém pega em um florete, sabre ou espada até todos estarem devidamente vestidos com os uniformes de proteção, estamos de acordo? —  Todos concordaram. — Segunda regra... Eu assim como vocês amo celulares e músicas, mas infelizmente não podemos usa-los durante a aula, mas, na próxima aula gostaria que me trouxessem cada um, o nome de uma música para que eu faça uma playlist para as nossas aulas! Vamos muda-la e atualiza-la com músicas novas todos os meses, assim todos ficamos felizes! — Soltei um risinho baixo. — Terceira e ultima regra, participem das aulas! Estou tentando deixa-las mais confortáveis para vocês porque, minhas provas são físicas e não são nada fáceis! Então não subestimem essa aula pensando que todos iram passar, porque eu não me importaria de reprovar quem não comparece nas aulas! —  Ao acabar de falar as regras tirei o florete do chão pegando no punho com a mão direita.

Vou começar apenas explicando o que é esgrima certo? — Todo mundo assentiu com a cabeça apesar de que, os alunos mais antigos suspiraram entediados. — A esgrima é, em primeira linha, uma modalidade desportiva que se desenvolveu tendo como base uma técnica de combate e que era praticada sobretudo em duelos. A esgrima é um desporto cujo objectivo é atingir o adversário e evitar ser atingido por este. Hoje a esgrima é praticada a nível mundial e está incluída nos Jogos Olímpicos, desde 1896. A sua prática é regulamentada pela Federação Internacional de Esgrima, fundada em 1913... Nesta modalidade existem três tipos de armas: o florete, a espada e o sabre. Todas as armas têm o mesmo objetivo, atingir o adversário, o que difere, essencialmente, são as regras para o alcançar. Este desporto exige esforço físico e exercita a inteligência, os reflexos e o sentido táctico. Também desenvolve aptidões morais, físicas, destreza e espírito competitivo.

So wait up, wait up! Give me one more chance!
avatar
Lily V. Schüler Voss
Academia Real de St. Claire
Academia Real de St. Claire

Mensagens : 84
Dinheiro : 100
Data de inscrição : 19/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Touché - Primeira aula

Mensagem por Winter M. H. von Schweetz em Ter Mar 31, 2015 7:34 pm





Aula de Artes





Eu não acreditava em vampiros, até conhecê-lo.
Ficou marcado de nos encontrarmos num lago de Londres a meia noite de hoje, ele ainda não havia chegado, mas com certeza viria. E ele chegou.
- Hey, está atrasado. - Comentei, logo após dando um selinho nele. Sim, eu estava namorando um vampiro, eu só não sabia disso ainda. - Precisamos conversar. Quem é você? Eu vi retratos seus de 1832, você nunca envelhece, age de maneira estranha e é frio. O que você é? - Perguntei, seríssima. Não era possível que ele seria mais bonito do qualquer pessoa. Era simplesmente o garoto mais lindo que meus olhos já viram.
- Eu sou um vampiro. - Ele respondeu, na lata. Minha respiração subia, ia me afastando dele com passos médios, porém lentos, mas logo ele apareceu atrás de mim. - Nós podemos ficar juntos, Winter, você só precisa fazer uma coisinha. - Ele disse, com seu rosto próximo ao meu, porém virado para o meu pescoço.
Me virei de frente para ele. - Como? - Perguntei, ainda séria.
- Você tem que viver para sempre. - Ele disse. - Você quer mesmo isso? - Ele indagou.
- Faça. - E então ele mordeu seu braço, dando o mesmo para mim.
- Beba. Beba meu sangue, e então o primeiro passo estará feito. - E assim o fiz. Bebi o sangue dele. Era tão bom, não queria parar, mas soltei o braço dele.
- O que devo fazer agora? - Indaguei, limpando minha boca.
- Morrer. - E então ele quebrou minha coluna.





- Vá. Fuja, e beba sangue humano, sua transformação estará completa. - Disse Liam, lutando para escapar de aurores que o seguravam. Ele não havia me contado que era um delinquente. Mas assim o fiz. Fugi. Corri o mais depressa que pude. Claro que com aquela velocidade toda de vampiro, demorou uns 5 segundos até chegar em um local seguro. Avistei um garoto, que não tinha vestes de funcionário ou aluno. E o ataquei. Minutos depois não havia mais sangue no corpo. "A transformação agora está completa, sou uma vampira, mas sem o Liam, o qual com certeza o mataram.", pensei. Alguns meses depois descobri que com um anel com uma pedra de lapis lazuli com um feitiço de um bruxo, eu conseguiria andar no sol. Havia comprado um anel de prata, enfeitado com uns desenhos abstratos na beira, segurando a pedra de lapis lazuli, com a letra inicial de meu nome no meio, um W. Depois de encontrar uma bruxa, convenci o mesmo à fazer o feitiço, só não percebi na hora que era minha melhor amiga Evelyn. E estava pronto, agora conseguia andar no sol.



E então Winter acordou. Pois é... a garota tivera mais um sonho lembrando dele.
- Acorda, Winter! Você vai se atrasar pra aula! - Aurea havia vindo acordar Winter, que não correspondeu e apenas virou para o lado, continuando a dormir.

[...]

Winter foi surpreendida com um tapa na cara. - Acorda, porra! - Disse Aurea. Winter bufou: - Já to acordando... - A garota esperou Aurea ir embora, levantou, fez suas higienes pessoais, mudou de roupa e foi tomar café da manhã.

[...]

- Então, Winter. Primeiro dia de aula, hã! Está ansiosa? - Winter não estava de bom humor. E também não gostava de escola. Nem tinha dado uma garfada sequer no seu café da manhã nem um gole em seu suco. - Perdi o apetite... - Se levantou, pegou sua mochila e foi para a aula.

[...]

Depois de acabar a aula de artes, ela fez um lanche e ficou esperando o tempo passar, mexendo em seu celular. Foi para a quadra externa da escola para tragar um cigarro. Pegou um chiclete em sua mochila, e pôs o mesmo na boca e começou a mastigá-lo para retirar o hálito do cigarro. Passou um perfume para tirar o cheiro da fumaça e foi para a aula de esgrima.

[...]

A professora Remy começou pedindo que os alunos falassem seus nomes, idade e matéria favorita. Começou por uma garota em uma das pontas que estava sentada no chão almofadado. Winter estava na outra ponta, portando, seria a última. Até que chegou na vez dela. - Me chamo Winter, tenho 17 anos e minha matéria favorita é artes. - Falou diretamente.

Remy citou as regras aos alunos e falou em os mesmos trazerem músicas para uma playlist para as aulas. Winter se interessou naquele momento e já tinha as músicas na cabeça. Logo ela explicou o que era Esgrima, assim finalizando a aula.





###

###

© kristen

avatar
Winter M. H. von Schweetz

Mensagens : 3
Dinheiro : 3
Data de inscrição : 02/03/2015
Idade : 19
Localização : Noruega, mas também em Nárnia, Askaban, e no coração de Aurea e Eve q

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum