{FP} Duchannes, Adele Eve

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{FP} Duchannes, Adele Eve

Mensagem por Adele Eve Duchannes em Qui Fev 26, 2015 3:39 pm

 

 

Solteira

Bruxas e Plebeus

Cara Delevingne
França

13/06
Eve

18 anos
xx




Nome Completo: Adele Eve Destiny Duchannes
Personalidade: Alguém com sede de vingança, disposta a tudo para extravasar sua raiva contida. Tem nojo da sociedade em que vive, nutrindo um ódio corrosivo pela realeza. Não suporta receber ordens e sempre está com uma resposta malcriada pronta na ponta da língua.
História:
    Era noite quando vieram, a porta de madeira havia sido aberta bruscamente, fazendo-me estremecer enquanto corria para averiguar o que era toda aquela balbúrdia. Parei abruptamente ao deparar-me com uma pequena multidão parada em frente a minha singela casa, todos me olhavam com um brilho doentio no olhar. Nem pude raciocinar direito, muito menos indagar o motivo daquela invasão no meio da noite pois dois homens robustos me agarraram pelos braços e começaram a me arrastar para fora do cômodo, indo em direção ao centro da cidade. Minha cabeça doía, sangue escorria de um dos meus cotovelos e minha visão estava embaçada, minha voz estava presa na garganta e a cada segundo que se passava, eu sentia a vitalidade escorrer lentamente para fora de mim.

- Senhor LaRue, trouxemos a bruxa! - Disse um dos homens, me soltando e sendo seguido pelo outro. Empurraram-me para frente, para que eu subisse no cadafalso que se erguia à poucos metros a frente, agora, cercado por homens, mulheres e crianças, sedentos por sangue. Suspirei, reunindo o que me restara de dignidade no peito e comecei a andar, de cabeça erguida. Depois de minutos, eu estava lá, posta a humilhação pública, como um pedaço de carne ou como uma criminosa da pior espécie.
- Senhora Duchannes, escute-me. - Falou a voz, imponente. Olhei ao meu redor, notando pela primeira vez a igreja atrás de mim. Certo, aquilo era um julgamento... a Inquisição havia sido restaurada novamente, não acreditava que com a monarquia isso retornaria.
- Eu e o clero, passamos meses observando-o. E pudemos comprovar de que você, com a ajuda de sua mãe, se entregou ao Diabo! - Prosseguiu o tão respeitado Duque LaRue, senhor feudal de todas as terras da região, que todos pensavam ser um homem santo, mas se enganavam absurdamente! Eu sabia que a causa da morte dos meus pais não fora acidental e sim por culpa dele, era claro que uma família pagã não viveria por muito tempo em paz, que há tempos estava infestada de caçadores.
- Mas ainda lhe resta uma saída... se batize e todo o mau que sua família cometeu, será perdoado. - Eu estava me controlando, mantendo-me indiferente a tudo aquilo mas ficava cada vez mais difícil.
- Prefiro à morte do que o seu deus hipócrita! - Gritei em plenos pulmões, sentindo algo crescendo em mim, algo ruim. Os minutos que se passaram foram inacreditáveis! Um tapa, muito forte por sinal, fora desferido em minha face. O gosto de ferrugem invadiu minha boca, eu podia sentir a cor escarlate do sangue que escorria pelo canto de minha boca.

- Uma vez bruxa, sempre bruxa. Somos a arte perfeita dos deuses! - Sibilei meu mantra, que também servia como um encantamento de fortalecimento. Todos os presentes deram um passo para trás, todos com uma expressão de choque em seus rostos. Eu não era um bruxo experiente, as únicas pessoas que podiam me ensinar estavam mortas. Perder o controle sobre seus poderes é o pior tipo de coisa que pode acontecer quando se é uma bruxa, é como libertar uma besta demoníaca capaz de destruir inúmeras vidas. O vento que antes era apenas uma brisa de verão, estava se transformando em fortes rajadas e o chão parecia tremer, era como se a natureza tentasse regurgitar um ser monstruoso. Uma risada involuntária escapou de meus lábios, hesitei por um momento, enquanto dava uma última olhada no pobre duque, que tentava se manter o mais afastado possível. Comecei a andar, até não mais sentir a estrutura de madeira sob meus pés. Eu estava flutuando sobre a multidão que se agachava, pondo as mãos sobre suas cabeças e implorando por clemência e aquilo era arrebatador! Mas eu me sentia aprisionada, dentro do meu próprio corpo, refém dos meus poderes que agora estavam indomáveis. E depois de horas, eu estava livre daquele inferno, decidida a começar uma nova vida, longe dali.


avatar
Adele Eve Duchannes

Mensagens : 3
Dinheiro : 7
Data de inscrição : 26/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {FP} Duchannes, Adele Eve

Mensagem por Abigail L. C. Le Roux em Qui Fev 26, 2015 4:00 pm



atualização!

Adele  Eve  Duchannes  ► Aprovada!

Poucos foram os erros encontrados, tenho certeza que foram por falta de atenção. A historia em si foi boa, apesar de eu esperar um pouco mais.
Enfim, bem-vinda.

valeu @ carol!


_________________
You are the best thing that's ever been mine
16 years, Princess of França, Noach mozão
avatar
Abigail L. C. Le Roux
Princesas
Princesas

Mensagens : 130
Dinheiro : 154
Data de inscrição : 11/02/2015
Idade : 18
Localização : França~Inglaterra~St. Claire

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum